quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

O Poema em mim

Essa poesia fiz para minha prima querida e minha afilhada....Mariana.


Sábado de Sol
Adriana Mendonça


Os dias estavam chuvosos nas vésperas de seu dia,
Mas tinha que ser em um sábado de Sol
Que um milagre bem vindo acontecia

Meus olhos reconheceram uma pequena criatura
Que atrás do vidro chorava nos ecos do silêncio
Até que a porta se abriu e ouvi o grito de seu choro
Criança, amada, caçula, esperada, florescia.

Você assustada reconhecia a vida
Que de fora três crianças esperavam afoitas
Aquela menina de olhos claros e gordinha
Que mesmo recém nascida brilhava
Naquela manhã ensolarada

Eu a mais velha reconhecia
Aquela que fechava um ciclo
Que dá família nascia
Essa criança amada

Hoje caçula e adulta
Filha, irmã, prima, tia e sobrinha...
Que de uma manhã ensolarada nascia
E de amor nos cobria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário